Trabalho no Futuro – Episódio 35: Novas funções para os 50+

Caíque Severo está construindo uma startup que vende um sistema de reservas para a chamada indústria de experiências como a de turismo, entretenimento e lazer. “As pessoas querem usar seu tempo livre em variadas épocas do ano e não concentrá-lo num único período, o de férias”, diz.
 
Perguntado sobre o impacto que o desenvolvimento tecnológico e a automação causam na vida dos trabalhadores com o fechamento de vagas no mercado de trabalho, nosso entrevistado diz que “o avanço tecnológico não é somente perda de vaga é, também, a abertura de grandes oportunidades”.
 
Segundo ele, os trabalhos de baixo valor agregado – que pagam salários mais baixos – com a automação, são substituídos por outros mais especializados, como a melhoria do atendimento ao cliente, por exemplo. E isto contribui para que as pessoas mudem o rumo de suas carreiras através do estudo e da construção de novos conhecimentos.
 
Os 50+ têm uma excelente oportunidade de inserção neste novo mercado, se a indústria é de experiência quem melhor do que as pessoas desta faixa etária para demonstrarem experiência e conhecimento na venda e gestão destes serviços e produtos.
 
Você consegue utilizar sua experiência no trabalho?
Entrevista: Walter Alves
Edição: Felipe Andrade
Realização: MaturiJobs


Sobre o programa:

Você sabe como será o Trabalho no Futuro?
Quais as competências serão exigidas?
Haverá Trabalho no Futuro para as pessoas acima de 50 anos?
O que é envelhecer no Brasil atual?
Há uma idade limite para estudar ou para uma nova carreira?
É possível empreender fora da internet?
Para responder a estas dúvidas e, também, falarem sobre longevidade, maturidade e suas próprias experiências conversamos com várias pessoas e registramos em forma de entrevista nos programas Trabalho no Futuro.

Toda terça-feira um novo programa no ar. Não perca!